Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2011

Os Verdadeiros Contos De Fada

Imagem
Leitores , a história é a seguinte: Era uma vez um blogueiro chamado Voz do Além que fez esse post falando sobre mensagens subliminares nos desenhos da Disney; foi o maior rebuliço com gente falando que isso era mentira, outros falando que a Disney é do diabo e coisa e tal. Algum tempo depois, eu fiz uma série de posts com versões "turbinadas" das garotas dos saudosos desenhos da nossa infância. No meio deles estavam as princesas da Disney, e adivinhem: mais escrotização! Falaram que eu sou pervertido, tarado, pedófilo, necrófilo e outras coisas que prefiro não citar.Mais pra frente ainda, o Voz do Além, pra acabar com o rebuliço em torno da Disney, fez esse post "provando" que mensagens subliminares (as da Disney inclusas) realmente funcionam. Mais uma vez tivemos certa polêmica, então, para finalizar de vez com o assunto Disney, criei esse post sobre a origem dos contos de fadas usados como base para os desenhos da Disney. Sim queridos leitores, aqueles contos bo…

A verdadeira história da chapeuzinho vermelho. Tira as crianças da sala.

Imagem
O texto (em aspas) foi retirado do sitehttp://www.revistapsicologia.com.br/materias/hoje/desumano.htm
"Maria Rita Kehl é uma psicanalista conhecida entre seus colegas de profissão, sobretudo no eixo Rio-São Paulo, e uma das minhas autoras preferidas. Preocupada com questões contemporâneas da nossa sociedade, e como psicanalista, investigadora do universo feminino (tendo publicado vários artigos e livros tais como “Masculino e Feminino na Cultura” e “Deslocamentos do Feminino”, ambos pela Imago), recentemente tive acesso a um antigo texto seu intitulado “A Psicanálise e o Domínio da Paixão”. Neste texto, Maria Rita nos conta a verdadeira história de Chapeuzinho Vermelho. Na verdade a história contada antes do século XVIII, ou seja, antes que a revolução burguesa modificasse o pensamento e o comportamento ocidental, e, portanto, modificasse a história bem mais próxima do que a conhecemos hoje.
Sigo então o fio condutor da história contada por Maria Rita Kehl, ou seja, a história de …

Se Preciso Fosse...

Se Preciso Fosse...
Cadê aquele brilho em teu olhar
Que eu te dei filho meu?
Cadê aquele amor que eu formei filho meu?Eu não te fiz para viver tão longe assim
Eu não te fiz para sofrer
Onde está teu coração que eu comprei filho meu?
(Eu morreria) Eu morreria nesta cruz mais uma vez (sim)
Eu sofreria nesta cruz mais vez
Todo o meu sangue que verti nesta cruz por você
Filho meuMais uma vez (por você)
Mais uma vez (filho meu)
Mais uma vez (mais uma vez)
Mais uma vezEu morreria nesta cruz
Só pra te ter pra mim filho meu (o Senhor te diz)
Eu sofreria nesta cruz
Se preciso fosse por você
Mais uma vez (mais uma vez, por você)
Mais uma vez (filho meu, eu faria por você)
Mais uma vez (vem de novo pr´os meus braços filho meu)
Mais uma vez (dá-me teu coração)
Mais uma vez (eu quero, eu quero, teu coração)
Mais uma vez (anseio, anseio, te ter em meus braços filho meu)
Mais uma vez (volta pra mim, filho meu)
Te quero

DIA DO HOMEM - 15 de Julho

Imagem
Sinceramente,
não sei de onde ele veio.
Se foi do pó da terra
no sexto dia, onde o sol se deita.
Se foi duma nave espacial
vinda de qualquer outro planeta.
Se cresceu do húmus fértil
nascido de uma mística planta.
Se nasceu do ventre de Pandora
moldada por argila mitológica.
Se nasceu Ask numa praia
de um tronco debruçado na areia.
Se é resultado da evolução
dos macacos, irmãos primatas.
Se apareceu no oceano
tentando tirar a lua do fundo do mar.
Se caiu do céu feito uma estrela
e germinou da terra igual uma centelha.
Se foi fecundado pelo Espírito Santo
no ventre materno do portal da vida.
Se foi imaginado pelo Criador
e nasceu do dedo mágico de Deus.

Só sei que são meninos-homens
homens-meninos com natureza masculina.
Almas com instinto macho e espírito
perfumado de testosterona.
Buscam por sua fêmea para
amá-la e protegê-la.
E quando nascem seus filhos
são exemplos de homens para eles.
Existem homens de todos os tipos
porque a individualidade não se repete.
Entretanto,
o que mais define um homem
é a sua índole.


No B…

Falando sobre propaganda

Objetivos gerais-Trabalhar interpretação no sentido amplo da palavra. Provocar uma reflexão em grupo a respeito da mídia, e no caso mais específico, das propagandas. Provocar o pensamento crítico perante o mundo que os cercam.

Objetivos específicos-
Ajudar na interpretação de imagens, e então passar desta interpretação para a produção de escrita.

Conteúdo -
Crítica às propagandas;
Produção de texto.

Estratégias -
Primeiramente mostrar a propaganda de cerveja que aparece no blog:http://segundalousa.blogspot.comno título "A propaganda".
Em seguida partir para uma discussão em grupo, a respeito dos valores que esta propaganda carrega (imagem da mulher objeto, a cerveja para esportista, mulheres brancas e felizes, a realidade X fantasia das propagandas).
Em seguida ver os demais vídeos no mesmo blog, com título "Mais propagandas para analisar".
Agora sim, o grupo terá um vasto material para elaborarem um texto crítico à respeito de propaganda.

Avaliação-
Analisar os textos produzi…

Problemas que afetam o Planeta Terra

As palavras não nascem amarradas, elas saltam, se beijam, se dissolvem, no céu livre por vezes um desenho, são puras, largas, autênticas, indevassáveis”. (Carlos Drummond de Andrade)

SÉRIE: 4ª série do Ensino Fundamental I

OBJETIVOS GERAIS

- Motivar e levar os alunos a refletirem oralmente e através da escrita, sob a forma de carta, a respeito dos problemas que atingem o Planeta Terra atualmente;
- Diversificar para o aluno as possibilidades de conhecimento da língua e da expressão oral e escrita.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
- Conhecer, observar e produzir uma carta, considerando as características desse gênero de textual e as condições da situação de produção desse tipo de escrita.

CONTEÚDO

- Gênero textual: carta;
- Função desse tipo de texto (para que serve);
- Tipos de carta;
- Conceito de destinatário;
- Tipo de linguagem empregada em uma carta.

ESTRATÉGIAS

- Apresentação de texto não-verbal (imagem do quadro de Salvador Dalí;
- Discussão com os alunos à respeito do tema, a partir da leitura feita p…

Fazendo quadrinhos pela internet

Imagem
Português e informáticaObjetivos específicos-

*Diferenciar o gênero literário das revistas em quadrinhos de outros gêneros
*Caracterizar e descrever este gênero (das revistas em quadrinhos)
*Elaborar uma tirinha de revista em quadrinho pela internet
*Utilizar ferramentas do site que são comuns à outros softwares, tais como: arrastar, selecionar, trazer uma imagem para frente ou para trás, fazer flip na figura, alterar tamanho da figura, baixar imagem de um arquivo, digitar texto.
*publicar sua tirinha em um blog.

Conteúdos-

*diferenciar e definir o gênero literário da revista em quadrinhos.
*utilização da internet como meio de divulgação e de comunicação.

Estratégias-

1- Pedir aos alunos que tragam de suas casa gibis.
2- O professor leva para a classe um livro, um jornal, um folheto. Pede que os alunos levantem as características que os gibis apresentam em comum e no que difere dos demais gêneros.
3- A professora pede à alguns alunos que leiam em voz alta uma pequena história de um dos gibis. Ass…

Criando manchetes de jornal- sugestões de atividades

Imagem
Disciplina: Língua Portuguesa/Literatura Ciclo: Ensino Fundamental - 5ª a 9ª
Assunto: Estrutura de texto jornalístico – manchete
Tipo: Texto
Nas aulas de análise da estrutura do texto jornalístico, depois de trabalhar com alguns jornais e explorar os sentidos das manchetes, o professor pode propor uma situação engraçada que favoreça a compreensão do sentido da manchete e de sua relação com o texto.
Para começar, proponha a atividade de escrita em grupo.
Divida a turma em grupos de quatro alunos.
Em uma folha, cada aluno escreve o nome do personagem da notícia, evitando que seus companheiros leiam. Para isso, solicite que dobrem o espaço escrito da folha.
Em seguida, devem passá-la ao colega do lado.Peça-lhes que, adotando a mesma estratégia, escrevam:
-um verbo para indicar o acontecimento;
-o local em que o acontecimento se desenvolveu;
-o momento do fato.

Ao terminar a rodada, cada grupo terá quatro manchetes que serão lidas e uma eleita para socializar para classe.
Um exemplo:

DONA DE CASA RONC…

Diga-me com quem andas, que eu te direi se vou contigo

Imagem
Encontrei este pos no bloghttp://ordem-natural.blogspot.com/ recomendo a todos pois ali tem leituras que valem a pena..confira!!!!